Somos Diferentes... E Gostamos de Respeito!



Nestas crónicas, como aliás devemos ser na vida, tenho procurado demonstrar que é possível ver, analisar e comentar os momentos vitorianos com alguma tranquilidade e equilíbrio, ainda com a óbvia paixão que o Vitória desperta em mim e em todos os demais vitorianos.

Fruto dessa paixão, há momentos em que o sangue ferve e o velho ditado de "quem não se sente não é filho de boa gente" faz sentido...e em Guimarães, os progenitores, até à presente data, podem ser rotulados com boa fama, pois os vitorianos e vimaranenses sentem-se!

E sentem-se, de há uns tempos para cá, desde quando o quarto lugar que o Vitória agarrou, e ao que parece será para manter até final do campeonato, se tornou uma realidade e em igual razão principiou uma guerra sem quartel ao Vitória, discriminando-o, maltratando-o e desrespeitando-o.

Começou, logo, no Domingo de Páscoa...a SIC Notícias, ao avançar com a tabela classificava da prova, saltava do terceiro para o quinto posto, olvidando que há um quarto classificado na competição... quarto classificado que, para uma imprensa bicéfala entre os três do costume e os outros, é o campeão do campeonato à parte e que, para eles, não interessa!

Pois bem... apesar de não interessar, esse foi o primeiro passo!

Depois, a BolaTV repetiu a gracinha e decalcou a classificação do canal informativo de Balsemão e atirou com o Vitória borda fora do campeonato.

Pese embora, os reparos e protestos dos vitorianos o cenário manteve-se!

Na, já citada, SIC Notícias, a inefável Liga da Verdade, do discricionário, Rui Santos, continuou a considerar os pontos em que os três habituais e o Braga (que já estava em quinto e longe do quarto) foram prejudicados. Perante os protestos dos telespectadores vitorianos, em resposta, limitaram-se a dizer que assim é, porque o Braga o ano transacto acabou o campeonato no quarto lugar! Uma desculpa esfarrapada, pois gostaríamos de ver se, por exemplo, o Sporting acabasse o campeonato em sétimo lugar -como já terminou há quatro anos - se haveria coragem para o retirarem desses deliciosos momentos de discricionariedade perpetrados por um jornalista que sabe bem a quem tem de agradar para comer.

Logo a seguir, a afronta do Record... já que o Vitória está em quarto, a jogar bom futebol e vai disputar a final da Taça de Portugal contra uma das equipas do sistema, nada melhor que lançar a classificação que a tabela que ilustra este escrito demonstra.

Pois bem... Para alguém desse jornal centralista, sulista e elitista (a elite vermelha e a elite verde) o clube mais beneficiado do campeonato é o próprio Vitória Sport Clube! Uma equipa que foi prejudicada escandalosamente em Alvalade (duas grandes penalidades), com o Estoril ( a horrenda arbitragem do instrutor de fitness), em Chaves (ganhou mas o primeiro golo dos flavienses é escandalosamente em fora de jogo), com o Marítimo (com uma grande penalidade em casa sonegada e que garantiria a vitória), com o Porto (uma grande penalidade clara sobre Bernard), e em outros, que de memória alguns certamente falharão! Mas, para esses avaliadores, cuja a isenção é o nome do meio, o Vitória não foi prejudicado em qualquer jogo, tendo por isso 7 (sete! SETE!) pontos a mais!!!

Uma desfaçatez e uma desconsideração enorme para os profissionais vitorianos, de um jornal que é vendido pelos quiosques de Guimarães e cujos jornalistas acompanham a realidade do Vitória...será que devemos abrir as portas de nossa casa a quem nos diminui e maltrata assim? Ou ao invés, uma atitude rasteira e mesquinha destas não mereceria uma resposta à altura e a partir deste momento acabarem as reportagens e os momentos de informação para estes órgãos de comunicação social?

Se a bem nos maltratam, será deste modo acordariam?

Para terminar o ramalhete, mas da pessoa em questão, nada mais seria de esperar, merece referência António Salvador. O presidente do Braga... o homem que come, dorme e faz tudo o mais a pensar no Vitória. Que no passado Sábado numa entrevista ao referido Record afirma que não se preocupa com o rival mas em cada resposta refere-o. Que copia o slogan de campanha do presidente Júlio Mendes. Que publicamente elogiou os adeptos vitorianos, dizendo que gostava que os do clube que ele presidem se assemelhassem. Influenciado talvez por este jornalismo barato, e apesar de dizer que é igual ficar em quarto ou em quinto ( a fazer lembrar as solteironas que dizem que não querem casar, como desculpa de ninguém olhar para elas com algum intuito mais amoroso ou, até, lascivo), veio armar um pé de vento queixando-se, num delicioso momento de stand-up comedy, em que Camões deve ter dado voltas ao túmulo, que era prejudicado e que por isso não iria ficar em quarto lugar!

A azia era evidente... o destinatário também!!! Mas, dos erros de Salvador e do clube dele, os vitorianos não podem ser responsabilizados, nem pagarem por eles! E se pensa que com esse tipo de arrufos nos vai desestabilizar está bem enganado... os Vitorianos, apenas, se riram, quer do conteúdo quer da (falta de...) qualidade do discurso e seguiram em frente!

Seguiram em frente porque ainda nada foi conquistado... porque, se a azia já é destilada em doses industriais até 28 de Maio queremos esgotar os stocks de Rennie nas farmácias...porque gostamos de ser invejados, pois isso é sinal do nosso sucesso!

Não somos melhores do que ninguém... simplesmente, somos diferentes e gostamos de respeito!!!!

Enviar um comentário

[blogger]

MKRdezign

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget