Sentimento Braguista - A caixinha mágica

Sentimento Braguista

A caixinha mágica

Já não passamos sem ela. Desde que invadiu as nossas vidas, ficámos reféns da luz que emana, do som que nos envolve, dos conteúdos que titilam na nossa mente.
O futebol já existia muito antes de aquela ter surgido. No entanto, cedo se percebeu que o desporto-rei não conseguiria resistir aos seus encantos, sendo a sua própria ascensão decorrente da grande difusão que as transmissões televisivas proporcionaram, ao incorporá-lo nas suas grelhas.
Hodiernamente, há quem defenda que a televisão afasta o público dos estádios, por apelar ao conforto ocioso do lar; outros, porém, encontram nela a possibilidade de assistir a um infindável número de desafios, sem os custos inerentes a essa visualização ‘in loco’.
Se, outrora, as incidências de uma partida ficavam circunscritas ao restrito público que a assistia presencialmente, atualmente isso já não sucede. As jogadas e as decisões dos juízes são escalpelizadas ao mais ínfimo pormenor. Os resultados menos conseguidos são, grande parte das vezes, justificados com as falhas de quem arbitra. Para tal, contribuem decisivamente os dirigentes e fazedores de opinião que, com os seus discursos facciosos, nos inundam de sapientes teorias, capazes de provocarem uma autêntica revolução nos nossos conhecimentos pré-adquiridos em áreas como as da Física, da Psicologia ou da própria Oftalmologia…
               Visivelmente condicionados por todo este ambiente intimidatório, os juízes, na maior parte dos casos, consciente ou inconscientemente, acabam por decidir maioritariamente a favor de quem os avalia, de quem os (des)promove, ou de quem poderá mais imediatamente denegrir a sua competência na praça pública. Agradadas, igualmente, com a manutenção deste “status quo”, as instâncias superiores resistiram em adaptar os desportos que tutelam à caixinha mágica e à utilização desta enquanto meio auxiliar de regulação.
A nova época futebolística em Portugal (pioneiro na Europa, a par com a Holanda, quanto à aplicação deste recurso) trará consigo o desafio de perceber até que ponto o vídeo-árbitro será uma mais-valia na justiça das decisões tomadas e, consequentemente, na verdade desportiva do resultado final.
Para já, o vídeo-árbitro auxiliará o juiz da partida na validação de golos, nos casos de penálti, na amostragem de cartões vermelhos, nas expulsões e na identificação de infrações disciplinares que possam não ter sido detetadas durante o jogo. A qualquer momento, o árbitro pode solicitar o apoio do vídeo-árbitro, ou consultar as imagens dos lances, através de monitores colocados no lado oposto ao do banco dos suplentes. A indicação do vídeo-árbitro não se irá sobrepor à do árbitro, cabendo sempre a decisão final a este último. O sistema irá recorrer às mesmas câmaras que serão usadas na transmissão televisiva dos jogos, o que, se bem analisarmos, indicia, desde já, nova discrepância entre os jogos ‘grandes’ e os jogos ‘menores’…
Logo à partida, penso ser importante alertar os espectadores para a falibilidade de muitas decisões, pois a decisão humana será sempre subjetiva e suscetível de entendimentos adversos. Todavia, na minha opinião, um passo importante foi dado, para a paulatina credibilização de um desporto que se vê, não raras vezes, envolvido em episódios menos lícitos, que tendem a polvilhar de desconfiança as vitórias alcançadas por este ou aquele clube.
Talvez, num futuro não muito distante, se estenda ao futebol algo similar ao que se pretende instituir no atletismo, isto é, que somente sejam considerados como válidos os feitos dos clubes em que, nos seus jogos, tenham sido utilizados os recursos tecnológicos acima referidos.
Previsivelmente, o Sporting Clube de Braga aplaudiu a decisão da introdução desta tecnologia. Talvez, daqui em diante, possamos realmente encarar a vitória no campeonato como uma luz ao fundo do túnel…

Enviar um comentário

[blogger]

MKRdezign

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Imagens de temas por ImagesbyTrista. Com tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget