Atitude!



A época em matéria de campeonato terminou....

Com um quarto lugar conquistado, o que será o lugar normal para um Vitória normal, importa desde já começar a pensar no próximo domingo... o dia da final da Taça de Portugal, frente ao Benfica.

E, atento o que se vislumbrou no passado Sábado, é de acreditar que a equipa irá apresentar-se com outra vontade, outra raça e outra alma... pois, sabendo que os valores individuais do adversário serão superiores aos nossos, será importante equilibrar os pratos da balança com outras qualidades em que teremos de ser insuperáveis... e os cerca de quinze mil vitorianos nas bancadas merecerão tal atitude!

Atitude essa que, inexplicavelmente, desde o penúltimo desafio com o Arouca, regrediu. A equipa pareceu ter assumido que o quarto posto da tabela estava alcançado e concentrou todas as baterias para o jogo que pode trazer mais um troféu, mas olvidando que urgia justificar o bom lugar classificativo com uma última imagem consentânea com a qualificação para a fase de grupos da Liga Europa.

Ontem, frente ao Feirense, mesmo com uma segunda versão da equipa base, com onze alterações relativamente à equipa base, exigia-se mais!Exigia-se que a equipa quisesse vencer... corresse com a vontade de querer agradar aos cerca de vinte mil adeptos que quiseram despedir-se da equipa e tributar-lhe um último aceno de confiança antes do jogo da época...Porém, nada disso aconteceu! O Vitória despediu-se com uma derrota, com uma postura em que as segundas linhas demonstraram não ter capacidade para estar ao nível das primeiras opções e que fizeram por justificar a razão de algum toque monocórdico, por parte de Pedro Martins, na hora de mexer na equipa... são estas as soluções da equipa e demonstram que o onze, em dia sim, nunca ofereceu dúvidas ao treinador qual teria de ser!

Todavia, pese embora todos estes factos, é momento de pensar no futuro, ainda que próximo! Para a futura temporada haverá, certamente, tempo para falar, pelo que agora o que importa é tratar do Jamor. Chegar ao vetusto, algo decrépito, mas mágico estádio, com o desejo de honrar a camisola do Vitória e a cidade de Guimarães! Ter a certeza que os atletas absorvem a mensagem de terem uma cidade a apoiar, que os que estão na bancada são um décimo dos que sofrerão no nosso Toural, nos cafés da cidade, nas igrejas a rezar, em casa... e por eles, ir até à última gota de suor, ao último sprint, ao último salto... tanta paixão, tanta devoção, tanta dedicação por parte da melhor massa associativa do mundo merece isso!!! E se a derrota suceder (numa final há que estar preparado para tudo) que os atletas vitorianos sejam merecedores do reconhecimento de tudo terem feito e tentado que esta não tivesse ocorrido...

Esperemos que assim ocorra, mas que essa atitude seja o primeiro passo para que Guimarães, na madrugada de 29 de Maio, esteja na rua para não dormir...e que na manhã seguinte, como sucedeu há quatro anos, tudo esteja fechado! Era o melhor dos sinais...

Agora mudando de assunto, quando em Fevereiro comecei a escrever nesta página, a convite dos meus caros Tiago Jerónimo e Ricardo Cardoso, e após indicação desse grande vitoriano que é o Carlos Ribeiro, sabia que iria encetar uma aventura em que iria tornar público o meu modo de ser e pensar o Vitória.

Deste modo, neste momento, que a época termina, importa dizer que esta aventura valeu a pena... sei que o Vitória gera paixões e que por isso, além de consensos, cria dissensos. Sabia, também, que fruto da minha maneira de ser nunca iria ser politicamente correcto... que daria a minha opinião e que a mesma não seria merecedora do acordo de todos! E ainda bem que assim tem sido!!!!

Porém, nunca, tendo a oportunidade, deixaria de falar do Vitória... de dizer o que me vai na alma sobre este clube especial e que ocupa os nossos pensamentos todos os dias!!

Agora que, como disse, a  temporada finda, apenas tenho uma certeza... continuarei a andar por aí (ou até por aqui) sempre disposto a falar, acompanhar e escrever sobre o clube do Rei! Terei sempre a minha opinião independente e fruto do meu pensamento... sempre assim foi e sempre assim será!!! E farei tudo o que for possível para ajudar o meu clube a ganhar.... mesmo que para isso tenha de dizer tudo o que me vai na alma...o que até se justifica por o Vitória ser um estado absoluto de exaltação, amor e paixão!

P.S.Pese o discurso cauteloso, acredito que podemos e VAMOS ganhar no Jamor...Assim seja!!