As eleições no Sporting

Não tenho vergonha de admitir que sou do Sporting, muito menos vergonha tenho ao dizer que sou Sócia. Trabalhando com jornalismo desportivo muitos são aqueles que têm receio de admitir que são apaixonados por um clube específico. Eu estou segura da minha imparcialidade e, ao contrário de outros, admito-o sem qualquer tipo de receio. 

Faz hoje duas semanas que este Lado M começou aqui no R Treinador e apesar de já ter falado do Sporting por duas ocasiões hoje vou debruçar-me num outro lado da questão. As eleições. Dia 4 de Março o Sporting vai a votos e eu vou votar. 

Pago as minhas quotas como tantos outros portanto vou fazê-lo e da mesma maneira que tantos outros ainda não me decidi. Se por um lado temos Bruno de Carvalho,  do outro está Pedro Madeira Rodrigues. 

Estou dividida por uma simples razão: A continuidade rumo a um futuro que ainda se desconhece, mas que se sabe que o objectivo é e será sempre o título ou a mudança. Vou debruçar-me mais sobre a recandidatura do actual Presidente do que a de Pedro Madeira Rodrigues. 

Se calhar sou eu que sou inculta, mas pouco conheço do segundo candidato, já de Bruno de Carvalho não se pode dizer o mesmo. 

O Bruno, e perdoem-me o falar assim, entrou na pior fase que este clube conheceu desde que eu nasci. Chamou o Jardim, foi buscar o Marco Silva e agora o JJ. Endireitou as contas, negociou as dívidas, fez contratações de muita qualidade e outras que foram só desperdício de tempo e de dinheiro, deu ênfase à formação, foi buscar miúdos que acabaram por ser as estrelas da equipa principal quando já o faziam na equipa B e ainda teve tempo para mandar construir o nosso Pavilhão. Reclamou, protestou e fez com que os donos e senhores deste futebol em Portugal voltassem a respeitar o Sporting e deixassem de "nos comer as papas na cabeça". 

Palmas para ele! Apesar de agora estar a ser criticado pelos resultados, esse mérito ninguém lhe pode tirar. Ele conseguiu voltar a colocar o Sporting no sítio dele e a ser respeitado quer cá, quer na Europa. Este homem que agora preside o clube do meu coração tem inúmeras qualidades, mas é humano e os defeitos também acabam por fazer parte do percurso. 

E o principal deles, na minha opinião, é a forma como diz as coisas. Não é propriamente o que diz (porque ele só diz o que toda a gente pensa), mas a forma como é dito. O Sporting é, ou supostamente era, o clube mais ecléctico no panorama nacional. Basta pensarmos que aqui há uns anos, no nosso grupo de amigos o pessoal costumava dizer que preferíamos golfe a futebol e que era por isso que éramos do Sporting. O facto de termos um Presidente que em tempos comparou o futebol português a um rego com duas margens tem piada, se fosse um de nós (adeptos ou sócios) a colocar isso no facebook, mas sendo o Presidente, tem um outro lado. E neste caso o lado não é bom.... mas adiante. 

Falando agora de Pedro Madeira Rodrigues, e o senhor que me desculpe, mas pouco conheço dele, ouvi a apresentação da candidatura e uma ou duas coisas que ele disse. É bom haver mais candidatos, mas a verdade é que, e o senhor que desculpe uma vez mais, só me faz lembrar os Bettencourt's desta vida ou os Godinhos da situação. Para já, tenho a sensação que não iria acrescentar nada, muito pelo contrário, acho que voltaríamos uns bons anos atrás e deitaríamos novamente abaixo o respeito pelo Sporting que o Bruno conseguiu voltar a impor. 

Para já é o que temos, apesar de ainda se falar que João Benedito possa entrar para a corrida (o que para mim seria uma óptima notícia), teremos de esperar para ver o que é que se vai passar em Fevereiro para vermos onde é que tudo isto irá parar! 



Até quarta :) 

Enviar um comentário

[blogger]

MKRdezign

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget