Johan Cruyff: "Pais são mais importantes que os agentes"

"Muitas vezes podemos ver como as carreiras são manipuladas por agentes em idades muito novas" Diz Johan Cruyff na sua coluna no jornal holandês 'De Telegraaf''. "Isso não é bom para o jogador, não é bom para o clube e não é bom para o futebol em geral."

"Eu aponto que a carreira de um talento depende de quatro factores: Técnica, táctica, educação e financeiro, eventualmente, mas determinar o desempenho, e nessa ordem também."

"Apenas se a técnica for boa, poder-se-a executar a táctica. São ambas boas, mas tudo vai dar à atitude. Se a tiveres tudo bem, estarás no caminho certo. No entanto, o lado do negócio ainda pode comprometer tudo. Um jogador pode ganhar muito dinheiro muito rápido. "

"Um bom agente deve certificar-se que o talento se desenvolver em cada área. Ele não está apenas a cuidar do seu crescimento como jogador de futebol, mas também como ser humano, que ainda tem uma vida inteira depois da sua carreira."

"Nem todos os agentes entendem isso. É por isso que se vê vários jogadores a mudar de clubes para onde ainda não estão prontos. Aqui, pode-se verificar qual é o interesse mais bem servido, se o do jogador ou do seu gerente?"

"Isto é o que eu queria mudar no Ajax propagando que vais ter uma boa educação antes de te aguentares com os teus dois pés no estrangeiro. Desta forma, eu esperava que, especialmente os pais compreenderem melhor que o clube e os treinadores, em particular, tenham uma alta participação no fornecimento de alguém a uma equipa internacional de topo da melhor maneira possível. No momento certo e nas condições certas."

Escrito por Johan Cruyff dia 14 de Março de 2016, no seu site oficial.
Comecei a traduzir isto na noite anterior à morte de Johan Cruyff, e acabei-o horas depois de saber o falecimento deste grande senhor, mas é um fantástico artigo por alguém que viveu o futebol e deixou uma marca prestigiante.