Os Diabetes


Diabetes é o aumento dos níveis de glicose (açúcar) no sangue – em termos médicos, o nível de glicose sanguínea se chama glicemia e, quando ela está alta, se diz que a pessoa tem um quadro de hiperglicemia. Para perceber melhor, quando os alimentos são digeridos, eles transformam-se em glicose, que será usada como fonte de energia pelas células do corpo. Mas para que a glicose entre nas células, ela precisa de uma chave chamada insulina, que abre a "porta" da célula para a glicose entrar. Ou seja, sem insulina (um hormônio produzido no pâncreas), a glicose ica circulando no sangue e seus níveis aumentam, causando a hiperglicemia ou diabetes.

Diabetes - Estilo 1
O que é: Mais comum em crianças e adolescentes, ela aparece porque o pâncreas passa a ser atacado pelo sistema imunológico e deixa de produzir insulina. Cerca de 90% dos casos de diabetes tipo 1 têm associação com anticorpos que destroem as células produtoras de insulina no pâncreas. Os outros 10% dos indivíduos com esse tipo de diabetes têm a sua origem desconhecida e são classificados como idiopáticos.
Sintomas: Perda rápida de peso e muita sede.
Tratamento preventivo: Por ser uma doença auto-imune, não há nada que possa ser feito para prevenir esse tipo de diabetes. Para manter a qualidade de vida, siga à risca as recomendações do médico e mantenha uma alimentação saudável.

Diabetes - Estilo 2
O que é: De origem genética e hereditária, ou seja, passado de pai para filho, esse tipo de diabetes costuma aparecer ao longo da vida e está muito relacionado à maneira como a pessoa se alimenta. O aparecimento do diabetes tipo 2 é altamente influenciado pelos modos de vida e pelo peso corporal do indivíduo. Infelizmente, o diabetes tipo 2 também já se tornou uma doença infantil, devido a uma alimentação desequilibrada, com excesso de salgados, bolacha recheada e refrigerantes, que facilitam o ganho de peso e abrem as portas para o diabetes e outros problemas de saúde.
Sintomas: Vontade frequente de urinar, aumento do apetite, alterações visuais, infecções fúngicas nas unhas e na pele, feridas que demoram a cicatrizar nos membros inferiores, distúrbios cardíacos e renais.
Tratamento preventivo: É verdade que o diabetes tipo 2 é de origem genética, mas a doença pode ser evitada com uma alimentação equilibrada e a prática regular de actividade física.